Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hora do Planeta

24
Set20

Operadores timorenses comprometem-se a padrões mundiais para observação de baleias

SAPO TL

Operadores turísticos timorenses comprometeram-se hoje a adotar e implementar padrões e critérios mundiais desenhados para proteger as populações de baleias, golfinhos e dugongos nas águas de Timor-Leste.

timor_turismo.jpg

O compromisso foi assumido pela Associação de Turismo Marítimo de Timor-Leste (ATM-TL) que anunciou a criação de um sistema de certificação do setor, para apoiar as "melhores práticas" globais de observação de baleias e promover "operadores turísticos responsáveis"

"Com apoio e investimento, Timor-Leste tem um grande potencial para se tornar um destino de observação de baleias de classe mundial, com o turismo de baleias a dar um potencial contributo significativo para a economia nacional”, considerou o especialista local em baleias e presidente da ATM-TL, Karen Edyvane.

“Os operadores turísticos locais estão claramente a mostrar um compromisso extraordinário em construir uma indústria bem gerida e também ética e sustentável, de classe mundial", disse.

A iniciativa foi anunciada no âmbito da Feira de Turismo de Timor-Leste, que decorre esta semana em Díli e durante a qual estão a ser dados a conhecer os vários projetos no setor do turismo que ainda se depara com grandes dificuldades e que foi particularmente afetado devido à pandemia da COVID-19.

A ATM-TL explicou ter decidido avançar já que continuam por ser aprovadas pelo Governo as novas Diretrizes Nacionais de Observação de Baleias para Timor-Leste, lançadas no início deste ano.

Com a "temporada de turismo de baleias" de 2020 prestes a começar em Timor-Leste, a certificação de "Operador Turístico Responsável da Baleia" permitirá aos turistas identificar facilmente os operadores turísticos que estão comprometidos com as Orientações Nacionais e com as "melhores práticas" globais de observação de baleias, adiantou a ATM-TL.

Ainda emergente, o setor de turismo marítimo em Timor-Leste tem sido o mais desenvolvido nos últimos anos no país, com operadores a realizarem viagens para observação de baleias e golfinhos, a par de várias escolas de mergulho.

As águas de Timor-Leste são já internacionalmente reconhecidas pela riqueza da sua biodiversidade e, em várias alturas do ano, são usadas por grupos de baleias e golfinhos, fazendo crescer o turismo de observação e de mergulho.

Mais de 20 espécies de baleias foram já documentadas nas águas de Timor-Leste, incluindo espécies migratórias e ameaçadas, como baleias-azuis-pigmeu e cachalotes.

“Migrações anuais – muitas vezes muito perto da costa – permitem algumas das melhores e mais acessíveis observações de baleias do mundo”, referiu a ATM-TL.

José Ramos-Horta, ex-Presidente da República e patrono da ATM-TL, saudou a iniciativa e o compromisso dos operadores locais.

“Deixa uma mensagem muito clara ao resto do mundo de que Timor-Leste realmente se preocupa com a proteção da sua extraordinária vida marinha - particularmente as magníficas baleias e golfinhos que vivem, e visitam as nossas águas”, sublinhou.

Operadores do setor saúdam a iniciativa, reafirmando o seu empenho em cumprir os critérios e defender a sua aplicação.

Robert Crean, da Compass Diving, nota o facto de os operadores se estarem “voluntariamente a comprometer” com boas práticas, numa iniciativa “que visa proteger e compreender melhor os cetáceos vistos nas águas timorenses”.

“Timor-Leste tem recifes incrivelmente diversos e ainda mais com os belos cetáceos que se podem ver nestas águas. É claro que esta maravilhosa natureza traz uma oportunidade única para desenvolver o turismo. No entanto, é imperativo que o bem-estar destas criaturas gentis continue a ser absolutamente a primeira prioridade para os operadores locais”, acrescentou Kate Barker da Dreamers Dive Academy.

Opinião ecoada por Birgit Hermann, da Blue Ventures, que considerou a medida “um marco crucial para esta indústria”, com potencial para “gerar ainda mais interesse local no turismo de baleias responsável e sustentável avançando".

Marti Walton, do Beloi Beach Hotel & Dive Resort, insiste na necessidade de garantir a sustentabilidade, com uma oportunidade única de modelar o setor, permitindo proteger as baleias e dar “simultaneamente uma experiência inigualável para os observadores de baleias”.

Além de se comprometer com os padrões internacionais, os operadores participação ainda na recolha de informações para apoiar o acompanhamento básico das populações de baleias, golfinhos e dugong, e para o planeamento e apoio à indústria do turismo de baleias.

Volker Katzung, responsável do Atauro Dive Resort, disse que a recolha de informação era vital para desenvolver uma indústria sustentável, seguindo boas práticas internacionais, num esforço conjunto de operadores turísticos locais, especialistas em baleias, comunidades locais e Governo.

O projeto envolve parcerias e colaboração entre operadores e projetor da economia azul, Governo e parceiros de desenvolvimento e com a Comissão Baleeira Internacional (IWC), da Conservação Internacional e do Mecanismo de Desenvolvimento do Mercado financiado pelo Governo australiano – para desenvolver o programa de certificação voluntária da indústria do turismo de baleias.

Fonte: Agência Lusa

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D